Notícia

Início / Notícias / Notícia

14 de dezembro de 2017

Receitas dos Portos e da DGRM contribuem para o Fundo Azul

5% dos dividendos de cada administração portuária e 0,75% das taxas cobradas por serviços da Direção-Geral dos Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM) serão alocados ao Fundo Azul.


Esta informação, publicada em dois despachos do Diário da República, vem de encontro à intenção do Ministério do Mar em sustentar este fundo através da própria atividade da economia do mar.


O Fundo Azul é um mecanismo financeiro nacional que tem como principal finalidade o financiamento da economia do mar. Encontra-se aberto o período para apresentação de candidaturas em quatro áreas:


•    Novos Empreendedores do Mar
•    Segurança Marítima
•    Biotecnologia Azul
•    Monitorização e Proteção do Ambiente Marinho


Saiba mais sobre o Fundo Azul

Partilhar este conteúdo: