Roteiro do Empreendedorismo e Economia Azul

Ministro do Mar e Diretora-Geral de Política do Mar visitam a ZOURI


Com produção 100% portuguesa, vegan e ecológica, a Zouri utiliza plástico recolhido nas praias portuguesas para o fabrico de calçado. No Dia Internacional da Mulher, o Ministro do Mar, Ricardo Serrão Santos, e a Diretora-Geral de Política do Mar, Helena Vieira, estiveram em Guimarães a conhecer de perto esta marca fundada por Adriana Mano, assim como a fábrica onde é produzido o calçado da Zouri.


No que representou mais uma etapa do Roteiro do Empreendedorismo e da Economia Azul, a comitiva do Ministério do Mar conheceu uma marca que tem na proteção do Oceano e no estímulo à economia circular os seus principais valores.


“Em dois anos de atividade, a Zouri já reutilizou 4 toneladas de lixo recolhido das praias portuguesas” referiu a fundadora Adriana Mano, que acrescentou: “Em cada par de ténis, há o equivalente a seis garrafas de plástico retiradas do Oceano”.


Mais do que uma marca de calçado, a Zouri encara-se como uma empresa de impacto ambiental, dando uso a muito do lixo que é recolhido nas praias por municípios e ONG’s.


O calçado da Zouri já é vendido em lojas de 21 países e o interesse crescente por produtos sustentáveis tem ajudado a marca a atingir excelentes resultados, mesmo em ano de pandemia. Para a Zouri, como para qualquer start-up, a sustentabilidade procura-se no campo financeiro e não apenas ambiental.