Monk Seal

icon_barco.png
Educational Passages PT / Monk Seal

Partilhar este conteúdo:

facebook.png
twitter.png
linkedin.png

Monk Seal

 

Escolas: Escola Básica da Torre e Escola Bartolomeu Perestrelo

Segue o MONK SEAL no website do Educational Passages

o estado do vento e das correntes e tenta prever a rota 

A Madeira participou no “Educational Passages PT”, através do barco MONK SEAL.

Este pequeno veleiro ficou a cargo de alunos da Escola Básica da Torre (Câmara de Lobos) e da

Escola Básica Bartolomeu Perestrelo (Funchal), que o decoraram com motivos regionais que levassem um pouco da

“pérola do Atlântico” ao outro lado do Oceano.

press to zoom
press to zoom

O nome escolhido foi MONK SEAL, uma referência à foca-monge que podemos encontrar nas ilhas Desertas.

press to zoom
press to zoom

O MONK SEAL foi lançado no Oceano no dia 5 de dezembro, num evento que contou com a colaboração da Estação de Biologia Marinha do Funchal, do Comando de Zona Marítima da Madeira, da Marinha Portuguesa e do Instituto de Socorros a Náufragos.

Os alunos que participaram no projeto embarcaram a bordo do NRP Cuanza, para o lançamento do MONK SEAL nas águas do Atlântico.

press to zoom
press to zoom

Acontece que o MONK SEAL não se quis despedir da Madeira tão cedo. Navegou à volta da ilha e foi encalhar junto à Ponta do Castelo em São Lourenço. Com o decisivo apoio da Estação de Biologia Marinha do Funchal e da Marinha, foi possível recuperar o veleiro e prepará-lo para novo lançamento.

O dia 18 de janeiro de 2017 marcou novo lançamento do MONK SEAL, que voltou ao mar na expetativa que se afaste definitivamente do arquipélago madeirense.

press to zoom
press to zoom

O MONK SEAL navegou a boa velocidade a caminho do continente americano. Passou entre as ilha de Dominica e Martinica e entrou no Mar das Caraíbas. No início de maio de 2017 (cinco meses depois do seu lançamento) deu à costa na Nicarágua, muito perto da fronteira com a Costa Rica.

Era agora preciso que, na Nicarágua, alguém descobrisse o MONK SEAL e o levasse a uma escola local. Através da posição GPS, que continuava a ser emitida via satélite, conseguíamos perceber que o barquinho fora recolhido e levado para uma casa. Mas quem o teria feito? E como contactar a pessoa (quem quer que ela fosse) que recolhera o MONK SEAL?

É aqui que entra em cena o Raúl, guia turístico de San Juan de Nicarágua de qualidades reconhecidas pelos turistas e conhecedor de todos os recantos e segredos da sua terra. Encontrámo-lo no Facebook e explicámos a aventura deste barquinho. Horas depois, o Raúl fazia-se à estrada em busca do paradeiro do MONK SEAL e encontrou-o na posse de um pescador. Descobrira o barquinho perto da costa e não terá percebido o que fazer com ele.

press to zoom
press to zoom

Em paralelo conseguimos falar com a Câmara Municipal de San Juan de Nicarágua que também se envolveu nas buscas do MONK SEAL e que vai agora procurar que a aventura deste barquinho tenha continuidade junto de uma escola local. A nossa expetativa é a de que seja possível promover o contacto entre alunos madeirenses e nicaraguenses e, claro, que o MONK SEAL volte a ser colocado no Oceano para mais uma aventura.

Este foi um de três veleiros portugueses a ser lançado ao mar no âmbito do projeto “Educational Passages PT”. O seu lançamento integrou-se numa regata internacional promovida pelo projeto educativo norte-americano Educational Passages, em que vários países do Arco Atlântico participaram. Na Madeira, o projeto foi coordenado pela Estação de Biologia Marinha do Funchal.

Promotores

Apoios